Prefeitura cobra plano da Cedae para evitar falta de água no verão

Administração Municipal e Associações de Moradores se reuniram com a Cedae para conhecer os planos da empresa para o período em que a Cidade recebe mais turistas - Foto: Gabriel Sales
Administração Municipal e Associações de Moradores se reuniram com a Cedae para conhecer os planos da empresa para o período em que a Cidade recebe mais turistas - Foto: Gabriel Sales

Como forma de se antecipar a problemas no abastecimento de água durante o Verão, a Prefeitura de Rio das Ostras promoveu uma reunião com representantes da Cedae e das associações de moradores. O encontro, realizado no dia 12 de agosto, teve a participação do prefeito Sabino e do gerente regional da Cedae, Fernando Arruda. O objetivo da Administração Municipal foi conhecer os planos da companhia para atender ao aumento da demanda no período, quando a cidade recebe milhares de turistas.

O prefeito Sabino destacou a importância do encontro para aproximar a empresa de representantes da população. Para o prefeito, “a cobrança da população é justa. É importante reconhecer o esforço da Cedae em melhorar os serviços, mostrar os problemas que a população enfrenta e buscar soluções, pois a água é um direito básico do cidadão”.

A empresa informou que, além da recuperação de bombas, serão alugados transformadores para aumentar a vazão do abastecimento de água de 300 para 400 litros por segundo. “Já estamos com o processo de compra do transformador para aumentar a vazão permanentemente no Município em andamento. Hoje produzimos 2,5 milhões de litros de água potável por dia, o que seria suficiente para abastecer 180 mil moradores, com 200 litros por dia. Ainda temos, muito por fazer para chegar ao ponto ideal, mas é importante entender que a dinâmica de crescimento acelerado do Município é um grande desafio para a nossa empresa”, explica Arruda.

Ainda de acordo com o gerente da Cedae, os principais problemas de abastecimento acontecem no norte do Município, das localidades que ficam entre a Ponte Estaiada e os limites de Macaé.

SOLUÇÕES – Entre as ações acordadas durante a reunião, ficou definido que as Associações de Moradores realizarão um levantamento de problemas identificados em cada localidade do Município, como cobranças indevidas e falta de cadastro. A Cedae também propôs uma mudança no regime de manobra, alterando a divisão da Cidade de três para quatro setores. “Desta forma, vamos ter condições de aumentar a pressão da água e atender os locais mais distantes com mais qualidade”, explica Álvaro Andrade, chefe de Coordenação da Cedae em Rio das Ostras.

Para o presidente da Associação de Moradores do Village, Carlos Adolpho, a iniciativa é importante. “O encontro foi bastante produtivo e valoriza a população riostrense. Tivemos a oportunidade de conhecer os planos da empresa para o Município e entender um pouco do planejamento. Esperamos que em setembro, o abastecimento melhore no Village, conforme foi informado”, disse Adolpho.

O presidente da Associação de Moradores de Cidade Beira-Mar, Aníbal Queiroz, também elogiou a iniciativa e espera que os compromissos assumidos pela Cedae sejam cumpridos. “Temos um bom diálogo com a Cedae, que nos atende sempre. Ainda temos que ampliar o abastecimento em seis ruas do bairro, agora é esperar e ver se o encontro vai surtir efeito. Em Cidade Beira-Mar os problemas de distribuição de água são poucos, mas esperamos que toda a população de Rio das Ostras tenha acesso à água”, destaca Anibal.

MAIS LOCALIDADES – Entre as medidas apresentadas pela empresa na reunião estão extensões em diversas redes do Município e a conclusão do assentamento da adutora, que permitirá o início da operação do reservatório de Costazul, que vai dobrar a capacidade de reserva de água no Município, atendendo às localidades de Costazul, Recreio, Ouro Verde, Jardim Bela Vista, Terra Firme, Jardim Mariléa, Jardim Atlântico, Village, Chácara Mariléa, Âncora, Village, além de levar água até a Enseada das Gaivotas.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação Social de Rio das Ostras – Departamento de Jornalismo.

Deixe seu comentário

comentários

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *