Rio das Ostras promove Campanha de Testagem de Hepatites Virais

Testes ainda podem feitos em todas as unidades de Saúde, Hospital Municipal e Pronto-socorro. Foto: Maurício Rocha
Testes ainda podem feitos em todas as unidades de Saúde, Hospital Municipal e Pronto-socorro. Foto: Maurício Rocha

Atividade foi realizada nesta sexta-feira, dia 28, na programação do Julho Amarelo

Na última sexta-feira, 28, foi celebrado o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, profissionais da Saúde entraram em ação na Campanha do Julho Amarelo em Rio das Ostras. A atividade que marcou a data foi a mobilização para os testes de hepatite, que aconteceu na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, no Centro da Cidade.

A campanha de testagem ocorreu até às 16h, finalizando com o total de 134 testes, para as hepatites B e C. O objetivo foi conscientizar a população sobre a prevenção e realização do diagnóstico precoce.

Segundo a coordenadora do Programa Municipal IST/HIV/Aids/Hepatites Virais, Bianca Monteiro, muitas pessoas ainda desconhecem as informações sobre os tipos de hepatite, inclusive referentes a taxa de transmissão da doença que é de aproximadamente 1,7% em relação a população geral, sendo maior do que a do HIV, que fica entre 0,4 a 0,6%.

“A adesão nesta campanha está muito boa. Mas é importante que haja essa conscientização com a população, tatuadores e profissionais de salão de beleza, pois o vírus da hepatite é muito resistente, fica vivo de 10 a 14 dias. Temos que aproveitar sempre esse espaço para orientar a todos e estimular aos testes, que também estão disponíveis nas unidades de saúde”, ressaltou Bianca, que agradeceu também o apoio do padre Tony e as equipes da Pastoral da Aids e da Cruz Vermelha .

A moradora do Recanto, Sherle Rodrigues, fez o teste pela primeira vez e disse que gostaria que houvesse outras campanhas como essa no município.

“Muita gente não conhece esse tipo de serviço e se preocupa mais com o HIV. Mas a hepatite é uma doença tão séria quanto o vírus do HIV. É fundamental que todos tenham esse conhecimento, principalmente os adolescentes”, acrescentou.

JULHO AMARELO – Ainda segundo Bianca Monteiro, pessoas com idade mínima de 13 anos já podem fazer o teste de hepatite, entretanto, crianças com responsável, se tiver caso na família, também podem realiza o teste.

O dia de campanha foi nesta sexta-feira, mas os testes são feitos no Serviço de Assistência Especializada (SAE), no Hospital Municipal, Pronto-Socorro e unidades de saúde. No caso de teste positivo, os usuários são encaminhados ao SAE para testes confirmatórios e tratamento.

Seguindo a Campanha do Julho Amarelo, no dia 24 de agosto, será realizado um seminário voltado para profissionais de Saúde e Ong’s. O local ainda está para ser definido.

Fonte: Secom Rio das Ostras

Deixe seu comentário

comentários

Você também pode gostar...